Dom Beni - Bote Fé Lorena

Sem a cruz não é possível amar, afirma bispo de Lorena.

A “Cruz Peregrina” e o “Ícone de Nossa Senhora”, símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ),  visitaram a Canção Nova neste fim de semana, e dentro de uma programação toda especial preparada para este moemnto. Dom Benedito Beni, bispo da Diocese de Lorena,s e fez presente jutamente com os seus jovens e presidiu a Santa Missa dentro do evento.  Confira sua homilia:

Bote Fé Lorena - Dom Beni

Bote Fé Lorena – Dom Beni

Irmãos e irmãs,

Pela terceira semana consecutiva, a liturgia celebra a páscoa do Senhor! Sua morte e ressurreição pela nossa salvação. A primeira leitura e o evangelho contém dois temas importantes para a caminhada cristã.

Primeiro tema: A cruz de Jesus presente na vida de seus discípulos. Segundo tema: A cruz de Jesus presente na missão dos pastores da Igreja.

A primeira leitura mostra os apóstolos diante do tribunal religioso e as palavras que o Sumo Sacerdote dirigiu aos apóstolos contém uma ironia. O sumo sacerdote evita pronunciar o nome de Jesus e o chama de esse nome, porque quer apagá-lo definitivamente. Pedro com muita coragem, e em nome dos outros discípulos responde: “É necessário obedecer antes a Deus do que aos homens.”

Os milhares de mártires cristãos no decorrer de toda a história da Igreja, sempre repetiram essas palavras de Pedro ao sumo sacerdote.: “É necessário obedecer antes a Deus do que aos homens.”

Eles preferiram abraçar a cruz do martírio, do que desobedecer aos mandamentos de Deus. E nós no mundo de hoje muitas vezes devemos nos encorajar, e repetir as palavras de Pedro: “É necessário obedecer antes a Deus do que aos homens.”  O evangelho mostra que após a ressurreição que Cristo aparece a Pedro, e a outros discípulos e nessa ocasião faz de Pedro o pastor da Igreja e de todo rebanho: “Apascenta os meus cordeiros, apascenta as minhas ovelhas” quer dizer a totalidade do rebanho.

Portanto Cristo fez de Pedro o pastor da Igreja universal. Jesus não diz Pedro apascenta os teus cordeiros, mas diz Pedro apascenta os meus cordeiros, as minhas ovelhas.

O rebanho não pertence a Pedro e sim a Cristo. Papa Bento XVI no final do seu pontificado afirmou com muita clareza: “A Igreja não é minha, a Igreja é de Cristo.” Apascentar o próprio rebanho já é uma grande responsabilidade. Agora imagine o rebanho de Cristo que é a Igreja?! Antes de fazer de Pedro o pastor universal do rebanho, Cristo lhe pergunta por 3 vezes: “Simão filho de Jonas, tu me amas?”

A fé em Cristo prezados irmãos, não é apenas uma adesão da nossa inteligência à suas palavras. O amor é componente da fé em Cristo. Quem ainda não ama Cristo não tem uma fé viva. Só quem ama a Cristo é capaz de entregar a Ele a própria vida. A fé consiste em entregar a própria vida a Cristo. Só quem ama a Cristo pode ser missionário, pode ser evangelizador.

Dom Benedito Beni - Diocese de Lorena Preside Missa na Canção Nova

Dom Benedito Beni – Diocese de Lorena
Preside Missa na Canção Nova

:: + Fotos no Facebook

Quem não ama a Cristo, que não tem paixão por Cristo, não pode ser missionário, não pode ser evangelizador.

Finalmente o outro pormenor depois de ter feito de Pedro o pastor de todo rebanho e toda a Igreja Cristo lhe diz segue-me. No evangelho Cristo convida Pedro duas vezes a segui-lo. Como discípulo no início e mais tarde Cristo o convida para segui-lo até o martírio, porque o pastor deve dar a vida pelo seu rebanho.

Pedro de fato seguiu Cristo primeiro como discípulo e depois O segue como pastor abraçando a cruz do martírio. Segundo a tradição cristã Pedro também foi crucificado, mas de cabeça pra baixo por não ter se achado digno de morrer como o seu Senhor.

Irmãos e irmãs vamos rezar por todos os pastores da Igreja. Cristo que é o único pastor da Igreja. Ele quis depois da sua ressurreição que a Igreja tivesse pastores visíveis e por isso transmitiu a sua autoridade de pastor a Pedro e aos outros apóstolos e seus sucessores.

Hoje o sucessor de Pedro é o Papa Francisco e dos outros apóstolos os bispos e de uma certa forma os padre são colaboradores dos bispos porque o ajudam a cuidar do rebanho.

Vamos rezar pelo papa , pelos bispos e pelos padres a fim de que os pastores da Igreja como Pedro sejam pessoas apaixonadas por Cristo. Que os pastores da Igreja possam de fato, abraçar a cruz de Cristo, isto é; cada dia gastar a própria vida para que o rebanho tenha mais vida.

Vocês jovens são convidados a cada dia abraçar a cruz de Cristo diante do mundo de hoje. Diante dos desafios para assumir e viver a fé, somos chamados a responder com coragem e obedecer antes a Deus do que aos homens.

Eu sou chamado a abraçar a cruz que é o amor. O amor não é um sentimento e uma emoção passageira. O amor não é um divertimento. Amar é responsabilizar-se pela felicidade do outro.

E todo aquele que se responsabiliza pela felicidade do outro tem que abraçar a cruz.
Sem a cruz não é possível fazer o outro feliz, por tanto sem a cruz não é possível amar.

:: Veja também chegada da cruz à Cachoeira Paulista

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.