Em Guaratiba e Copacabana

Começa a montagem das estruturas dos Atos Centrais

O palco central de Copacabana, onde acontecerá a Via Sacra com o Papa Francisco, tem 4 mil², segundo a organização.

rio2013.com

As obras para a montagem das estruturas dos Atos Centrais já começaram. Os palcos do Campus Fidei, em Guaratiba, e de Copacabana estão em fase inicial com a construção da base e foram planejados de forma que o Papa Francisco esteja sempre no ponto mais alto, garantindo a boa visibilidade para os participantes.

No palco central de Copacabana serão celebradas a Missa de Abertura, as Boas-Vindas ao Papa e a Via-Sacra. Além deste, a orla da praia terá mais 13 palcos, cada um com 100 m², onde serão encenadas as estações dos mistérios da Paixão de Cristo na sexta-feira, 26 de julho. Estes palcos-estações começam a ser montados na próxima semana.

copabacana

Projeto do Palco em Copacabana (Fonte: PCCS)

O projeto dos palcos dos Atos de Copacabana é do diretor artístico da JMJ, Abel Gomes. Ele conta que a inspiração foi o contorno irregular das montanhas do Rio de Janeiro. “Eu diria que este altar (central) é uma grande escultura de 4mil m²”, disse.

São quatro plataformas circulares de alturas diversas unidas por uma bela escadaria. No meio, uma rampa de acesso que permite a entrada de papamóvel do Sumo Pontífice. E atrás um grande telão de 15m de altura e 61m de largura. O palco, de 70m de largura, 60m de profundidade e 30m de altura, tem capacidade para até 1mil pessoas.

Já o palco central do Campus Fidei, onde serão presididas pelo Papa a Vigília de Oração e a Missa de Envio, tem 3mil m². O arquiteto João Uchôa explica que o projeto foi inspirado nas catedrais góticas. De acordo com ele, as catedrais foram construídas no final da Idade Média e marcaram um novo tempo na Igreja.

campus_fidei

Projeto do palco do Campus Fidei (Fonte: rio2013.com)

“As catedrais tem peças lindas. Como a JMJ é um movimento jovem, a gente achou que seria uma boa imagem para expressá-la. É um elemento plástico e simbólico”, explicou.

A estrutura conta com uma grande cruz de ferro revestida de dourado de 33m de altura, que faz referência à idade de Cristo. Duas torres frontais de 14m formam a imagem de duas mãos postas em oração. Atrás da estrutura, foram dispostas 360 torres brancas em forma de ciclorama que remete a imagem de um grande órgão, semelhante aos que eram tocados nas antigas igrejas.

Abaixo do palco, que tem capacidade para 750 pessoas, fica as sacristias do Papa e do arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, e os camarins dos artistas e autoridades convidadas.

As estruturas serão finalizadas na primeira quinzena de julho.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.