Coletiva de imprensa

Todos poderão ver o Papa em Aparecida, afirmou Dom Damasceno

O cardeal arcebispo de Aparecida garantiu que os fiéis terão oportunidade de encontrar-se com o Papa Francisco e saudá-lo de perto

André Alves
De Aparecida (SP)

Todos poderão ver o Papa em Aparecida, afirmou Dom Damasceno

Participarão da Missa com o Papa Francisco no interior da Basílica, cerca de 15 mil pessoas. (FOTO: André Alves)

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 5, no Santuário Nacional, o Cardeal de Aparecida Dom Raymundo Damasceno, afirmou que todos os fiéis que estiverem em Aparecida no próximo dia 24 de julho, poderão ver o Papa Francisco e ter contato bem próximo dele, durante sua visita ao Santuário Nacional.

“Os fiéis terão a oportunidade de ver o Papa percorrendo o trecho até o Seminário Bom Jesus, como também na volta, indo tomar o helicóptero para voltar ao Rio. Poderão ver o Papa de muito perto, estar mais próximo dele, receber a sua benção, sua saudação. Será uma oportunidade única, nesse sentido”, ressaltou.

No entanto, o cardeal explicou que, a pedido da segurança do Vaticano, apenas 15 mil pessoas poderão participar da Missa celebrada pelo Pontífice no interior da Basílica. Deste número, 12 mil serão peregrinos e 3 mil distribuídos da seguinte forma: 1.010 padres, cerca de 50 bispos, 4 cardeais e 90 diáconos, além de autoridades e demais convidados.

Segundo Dom Damasceno, após a Missa, o Santo Padre saudará os fiéis presentes no exterior do Santuário, na Tribuna Bento XVI, onde rezará a Consagração oficial de Nossa Senhora Aparecida, entregando o povo aos cuidados de Maria. Ainda segundo o cardeal, o Papa fará também uma breve saudação espontânea aos fiéis e depois, saindo da tribuna, circulará de papa móvel entre o povo, indo, em seguida, para o Seminário Bom Jesus.

Chegando ao seminário, Francisco terá um almoço com os cardeais da província de Aparecida, os formadores do seminário, a comitiva papal, seminaristas e convidados. Após este momento, o Papa se encontrará com as religiosas dos três mosteiros de clausura da Arquidiocese de Aparecida – clarissas franciscanas, carmelitas e concepcionistas.

“O Papa concedeu às irmãs essa alegria, que normalmente não saem do convento. Terá esse encontro rápido e informal para encontrá-las e saudá-las”, disse Dom Damasceno.

Outro momento marcante da visita será a benção da imagem de São Frei Galvão. O Pontífice abençoará a estátua do santo que hoje está localizada na entrada da cidade de Guaratinguetá. Segundo Dom Damasceno, em alguns dias a imagem será levada para o Seminário Bom Jesus para a bênção do Papa. Passado cerca de três meses, a imagem será levada ao Santuário de Frei Galvão onde será, a partir de então, venerada pelos devotos. Para retirada desta imagem da entrada de Guaratinguetá, o prefeito da cidade, Francisco Carlos Moreira dos Santos, assinou um decreto autorizando a locomoção.

Dom Raymundo também ressaltou a visita que o Papa fará antes da Missa, à Capela dos Apóstolos, onde terá um momento de oração pessoal junto à imagem original da Padroeira do Brasil. Este momento será reservado a cerca de 70 pessoas, dentre elas, a comitiva papal, os sacerdotes redentoristas, o clero da Arquidiocese de Aparecida e outros religiosos.

O ingresso dos fiéis no Santuário

Sobre a entrada dos fiéis no Santuário, o bispo auxiliar de Aparecida, Dom Darci José, explicou que será feita um controle de metais em três portais da Basílica: leste, oeste e norte. Quem for acompanhar a celebração do lado de fora, por meio dos telões de alta definição que serão instalados, não precisará passar por detectores de metais.

Outra informação é que para participar da Missa os fiéis não necessitam se cadastrar. A entrada será por ordem de chegada ao Santuário Nacional. O acesso ao interior da Basílica será liberado às 5h30, do dia 24. De acordo com Dom Darci, necessitarão de credenciamento somente o clero e os demais convidados especiais.

Dom Darci também garantiu que os fiéis que estiverem no exterior da Basílica receberão também a comunhão eucarística.

Vigília de oração

Para o dia 23, o Santuário Nacional preparou uma vigília de oração para a visita do Papa, que terá início às 20h30, no Pátio das Palmeiras. Segundo o bispo, cerca de 20 artistas da música católica e popular se apresentarão no local a fim de proporcionar aos fiéis um momento de preparação para o encontro com o Santo Padre.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo