Coletiva de imprensa

Símbolos da JMJ retornarão ao Vaticano, diz Dom Orani

A Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da JMJ, retornarão a Roma e ficarão numa capela reservada no Vaticano

Rede Católica de Rádio

Símbolos da JMJ retornarão ao Vaticano

Os Símbolos da JMJ chegaram ao Brasil em 18 de setembro de 2011 e retornarão ao Vaticano, à espera dos jovens de Cracóvia. (FOTO: Wesley Almeida / CN)

Realizou-se nesta terça-feira, 30, a coletiva de imprensa com o arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta que afirmou que os Símbolos da Jornada Mundial da Juventude, a Cruz Peregrina e o Ícone de Maria, serão encaminhados à Roma nos próximos 15 dias e ficarão em uma capela reservada no Vaticano.

Diferente do que aconteceu no Brasil, quando os símbolos foram entregues aos representantes brasileiros logo após o término da JMJ em Madri, em 2011, Cracóvia deverá seguir o mesmo procedimento de todas as demais jornadas.

A cidade polonesa receberá os símbolos uma semana antes do Domingo de Ramos, no ano que vem, quando jovens brasileiros se encontrarão com os jovens de Cracóvia para entregar oficialmente os símbolos e trocar informações de balanço da JMJ Rio2013 com os preparativos e projetos da edição da JMJ em Cracóvia.

Dom Orani explicou ainda que no caso do Brasil, a situação foi diferente porque o país tinha menos tempo para a organização da Jornada, visto que, por conta da realização da Copa do Mundo no Brasil em 2014, a Jornada Mundial da Juventude que tradicionalmente de 3 em 3 anos, foi realizada com um ano de antecedência.

O arcebispo também afirmou que a o tamanho territorial do Brasil e o grande número de arquidioceses nas quais os símbolos deveriam peregrinar, também foi um motivo para que o país já recebesse os símbolos em agosto de 2011 e começassem a peregrinar pelo estado de São Paulo.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo