Preparativos

Rio prepara festa de acolhimento para chegada dos símbolos da JMJ 2013

Símbolos da JMJ, Cruz e Ícone de Nossa Senhora chegam ao Rio neste sábado, 6

Da Redação, com rio2013.com

Rio prepara festa de acolhimento para chegada dos símbolos da JMJ Rio2013

Cruz e Ícone de Nossa Senhora já percorreram todas as regiões do Brasil

A chegada dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude ao Rio de Janeiro é um marco importante neste mês em que acontecerá o evento. A Cruz e o Ícone de Nossa Senhora chegarão neste sábado, 6, com programação que começa às 7h. Haverá uma celebração presidida pelo arcebispo do Rio e presidente do Comitê Organizador Local (COL), Dom Orani Tempesta, às 17h. As famílias que vão acolher peregrinos são convidadas a participar da “Festa do Acolhimento”.

Os símbolos chegarão às 7h na Igreja São José, no bairro Santa Cruz. Eles virão da Diocese de Itaguaí. Haverá uma carreata até a Catedral Metropolitana de São Sebastião, no Centro. Um dos destaques da programação é a “Festa do Acolhimento”, um grande encontro com as famílias acolhedoras dos peregrinos nacionais e internacionais.

Além disso, após a celebração, a Cruz e o Ícone sairão em procissão até os Arcos da Lapa para o início, às 19h, do evento “No Coração da Jornada”. Ete evento acontecerá nos Arcos da Lapa, Centro do Rio de Janeiro, com shows, animação com Djs e depoimentos de jovens.

Dom Orani destacou que boa acolhida é uma marca do povo carioca. “Eis que, já próximos da Jornada, não só a Cruz, mas também o Ícone de Nossa Senhora, chegam em terras cariocas e, pelo calor da acolhida, já temos uma mostra do acolhimento que faremos durante a JMJ, destacando, assim, esse sinal do povo do Rio, que acolhe a todos e sabe que em Cristo Jesus está a nossa salvação”, disse.

O arcebispo lembrou ainda que a Cruz já percorreu o mundo e foi entregue aos jovens como símbolo da mensagem de Cristo. “Essa Cruz já percorreu quase o mundo inteiro e foi entregue aos jovens para que eles levem a mensagem de Jesus Cristo a todos os povos e nações. Em setembro de 2011, ela chegou a São Paulo e, a partir daí, percorreu todo o país passando por igrejas, praças, instituições, escolas, universidades, unidades prisionais, comunidades indígenas, entre outros”, disse.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo