Jovens não perdem o ânimo da peregrinação

Peregrinos passam pela CN depois da JMJ Rio 2013

Alessandra Borges
Da redação

No retorno para casa, muitos peregrinos que participaram da JMJ Rio 2013 fazem uma parada na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), pois é a oportunidade de descansarem e conhecerem o trabalho da comunidade. Muitos vieram pela primeira vez, outros retornam e trazer novos jovens para conhecer o local.

Grupo de Maceió visita a Canção Nova depois da jornada. Foto: Alessandra Borges/ CN

Grupo de Maceió visita a Canção Nova depois da Jornada. Foto: Alessandra Borges/ CN

Para Joice Nobre, de Maceió (AL), depois de viver a experiência de participar da Jornada, conhecer jovens de outras nacionalidades, agora é o momento de conhecer outros lugares de fé.

“Viemos todos da JMJ e estamos visitando vários lugares como Aparecida (SP), a cidade de Frei Galvão [Guaratinguetá (SP)] e a Canção Nova. Participar de uma Jornada é o sonho de qualquer jovem, e estar em um evento deste, inclusive no Brasil, com o Papa é maravilhoso. Foi muita emoção, porque estavam todos unidos com um único propósito”, disse Joice.

Para a jovem, as palavras do Papa Francisco ficarão guardadas em seu coração para sempre, principalmente os gestos de humildade e a esperança que o Pontífice trouxe. “Esperança, humildade, muita paz e união. Ele nos pediu para desacelerarmos e sentirmos os gestos simples que a vida vai mostrando para nós. Eu senti a presença forte de Jesus Cristo por meio daquele homem santo”, testemunhou a jovem.

Depois da JMJ a Canção Nova é ponto de parada de muitos jovens. Foto: Alessandra Borges/ CN

Depois da JMJ, Canção Nova é ponto de parada de muitos jovens. Foto: Alessandra Borges/ CN

Para o seminarista da diocese de Caicó, no Rio Grande do Norte, Tiago Adonias, esse tempo de Jornada que ele e muitos outros jovens viveram foi muito enriquecedor, uma experiência única de se encontrar com o Papa e testemunhar a unidade da Igreja.

“É uma alegria muito grande nos encontrarmos com tantos outros jovens falando línguas diferentes e, ao mesmo tempo, conseguirmos nos comunicar pela fé. Isso fez a diferença, foi algo fantástico! Que Jesus continue no coração desses jovens que, como eu, participaram de sua primeira Jornada”, contou Tiago.

:. Confira como foi a JMJ Rio 2013

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo