Aeroporto Galeão

Peregrinos chegam ao Rio de Janeiro para JMJ

Em grupos vindos de diversas partes do mundo, peregrinos contam sua expectativa para a Jornada

Jéssica Marçal
Enviada especial ao Rio de Janeiro

Jovens provenientes de várias partes do mundo movimentaram o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, neste domingo, 21. Eles chegam para a Jornada Mundial da Juventude, que se inicia nesta terça-feira, 23, e terá a presença do Papa Francisco.

Para recepcionar os grupos, vários voluntários marcaram presença no aeroporto. Uma ala especial, a Fun Zone, foi preparada para acolher os jovens peregrinos.

Peregrinos estrangeiros chegam ao Rio de Janeiro para JMJ

Flávia vem do Uruguai para a JMJ/Foto: Wesley Almeida-CN

A uruguaia Flávia chegou acompanhada de 4 uruguais e 1 argentina. Ela chegou ao Brasil no último sábado, 13, para participar da Semana Missionária em Campo Grande e contou estar muito feliz por poder participar da JMJ.

“A expectativa é encontrar o povo, alimentar a fé, compartilhar com outros, encontrar a fé que é do universo, todo mundo fala a mesma língua, de Deus, isso é muito bom e para nós e é importante compartilhar”.

Ainda da América Latina, chegou a conterrânea do Papa Francisco, a argentina Maria Inês. Ela veio para a Jornada com um grupo de 28 pessoas e ficou emocionada ao falar da Jornada e do encontro com o Papa Francisco.

“É a primeira vez do encontro com o Papa e quero vivê-lo em comunidade, acolher com o coração todo o mundo, com todos os idiomas, porque temos a mesma fé, o mesmo Deus”.

Peregrinos estrangeiros chegam ao Rio de Janeiro para JMJ

Antoine espera ouvir a mensagem do Papa/Foto:Wesley Almeida-CN

Em meio aos estrangeiros, padre Aaron Riomalos, vindo dos Estados Unidos, da Califórnia, guiando um grupo de jovens norte-americanos. Sobre as expectativas para o evento, ele destacou que, em primeiro lugar, a JMJ é um momento para encontrar Deus. “Primeiro é um encontro com o Senhor e em segundo um encontro com o Papa e fiéis de todo o mundo”.

O jovem Antoine Picard, de 23 anos, é de Paris, na França, e vem ao Brasil pela primeira
vez. Para a JMJ, ele disse que espera a chance de encontrar o Papa e ouvir sua mensagem aos jovens católicos. “É a chance de rezar com jovens como eu e fortalecer a minha fé”

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo