Em meio a milhares de peregrinos

Papa Francisco é acolhido oficialmente pelos jovens da JMJ

O Papa parabenizou os jovens por suportarem com fé o frio e a chuva durante esses dias

André Alves
Da redação

Papa Francisco é acolhido oficialmente pelos jovens da JMJ

Durante a cerimônia, jovens dos cinco continentes saudaram o Santo Padre. (FOTO: CTV)

O Sumo Pontífice participou, na tarde desta quinta-feira, 25, da Festa da Acolhida onde se encontrou, pela primeira vez, com os jovens da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013.

Francisco chegou de helicóptero em Copacabana, por volta das 17h10 e foi recebido pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, que seguiu junto ao Santo Padre, no papamóvel, rumo à Copacabana. O Pontífice circulou pela orla da praia saudando os jovens e sendo acolhido, calorosamente, por eles.

Durante o percurso, o Santo Padre tomou um chimarrão oferecido por um dos peregrinos.

Já no palco central de Copacabana, Francisco foi acolhido com a música “Seja bem-vindo”, interpretada pelo padre Fábio de Melo. Em seguida, Dom Orani João Tempesta saudou o Santo Padre, agradecendo-lhe a visita ao Rio e dando-lhe as boas-vindas.

Posteriormente, Francisco assistiu a um espetáculo de música e dança promovido por cerca de 250 jovens. Bandeiras dos diversos país foram levadas ao palco.

Em suas palavras aos peregrinos, Francisco ressaltou o testemunho de fé que os jovens estão dando durante estes dias. “Ouvi dizer que os cariocas não gostam muito do frio e da chuva, mas vocês estão demonstrando que a fé de vocês é mais forte que o frio e a chuva. Parabéns!”, disse espontaneamente o Papa.

:: Na íntegra, o discurso do Papa aos jovens na Festa da Acolhida

Francisco recordou a primeira JMJ internacional que aconteceu também na América Latina, na Argentina, em 1987.

Em seguida, o Pontífice pediu um minuto de silêncio em memória à jovem Sophie Morinière que faleceu num acidente na Guina Francesa. Sophie, juntos com outros jovens, viajavam rumo ao Rio de Janeiro para participar da JMJ 2013.

Seguindo seu discurso, o Santo Padre recordou o Papa emérito Bento XVI que convocou esta Jornada no Brasil. Segundo Francisco, Bento XVI disse que acompanharia a JMJ pela televisão. “Vocês, jovens, responderam numerosos ao convite do Papa Bento XVI, que lhes convocou para celebrá-la. Agradecemos-lhe de todo coração! O meu olhar se estende por esta grande multidão: vocês são muitíssimos! Vocês vêm de todos os continentes!”, acrescentou.

Para o Papa Francisco, o Rio de Janeiro tornou-se o centro da Igreja, seu coração vivo e jovem. “O ‘trem’ desta Jornada Mundial da Juventude veio de longe e atravessou toda a nação brasileira seguindo as etapas do projeto ‘Bote Fé’. Hoje, chegou ao Rio de Janeiro. Do Corcovado, o Cristo Redentor nos abraça e abençoa.”

O Pontífice também se referiu àqueles que acompanham a Jornada pelos meios de comunicação. A todos o Papa disse: “Sintamo-nos unidos uns com os outros na alegria, na amizade, na fé. E tenham a certeza: o meu coração de Pastor abraça a todos com afeto universal. O Cristo Redentor, do alto da montanha do Corcovado, os acolhe na Cidade Maravilhosa. Bem-vindos a esta grande festa da fé!”

Por fim, o Santo Padre saudou o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Estanislau Ryłko. Agradeceu ao Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta pela cordialidade na recepção e pelo “grande trabalho realizado para preparar a JMJ junto com as diversas dioceses desse imenso Brasil”.

Encerrando, o Papa concluiu dizendo: “Irmãos e amigos, bem-vindos à 28ª Jornada Mundial da Juventude nesta cidade maravilhosa do Rio de Janeiro!”.

 

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo