Testemunho dos jovens

"Nós sentimos Francisco muito próximo de nós", diz peregrino

Jovens latinos em busca de uma fé renovada

Por Daniel Machado
Enviado especial ao Rio de Janeiro

“Nós podemos nos diferenciar no idioma, na cultura e nos costumes, mas temos uma coisa em comum: a nossa fé”. Estas são palavras do jovem Francisco Pereira, de 17 anos, proveniente de Caracas, na Venezuela, que chegou no Rio de Janeiro para a Jornada Mundial da Juventude.

Veja fotos

Segundo o jovem, foram muitas as dificuldades para chegar ao Rio, mas nada que supere a fé e a força de um jovem. “Tínhamos um vôo marcado para um dia e nos comunicaram que ele havia sido cancelado. O problema é que só tinha outro vôo para o mesmo dia que nos avisaram e chegamos ao aeroporto uma hora antes do vôo”, contou Francisco.

“Espero que o Papa Francisco possa nos transmitir esta confiança e união. Apesar de ele estar muito longe, em Roma, nós podemos senti-lo muito próximo dos jovens. Sei que ele vai nos confirmar na fé”, concluiu o jovem peregrino.

Um outro grupo muito animado veio do Chile. Maurício Fernades, um jovem da diocese de Santiago disse que está com o coração aberto para fazer uma experiência com Deus. “Venho em busca de uma injeção de fé para voltar ao Chile e ser testemunha aos nossos amigos e familiares, para que o amor de Cristo continue  crescendo entre nós”, disse o jovem.

Jovens chilenos na Catedral de São Sebastião-RJ (Foto: Robson Siqueira/CN)

Jovens chilenos na Catedral de São Sebastião-RJ (Foto: Robson Siqueira/CN)

Segundo Maurício, os desafios que a juventude enfrentam são os mesmos em muitos lugares. “No Chile, há muitos problemas como excesso de drogas e álcool, e nós esperamos dar a estes jovens um caminho diferente”, concluiu Maurício.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo