Estudo da Embratur

JMJ vai movimentar mais de R$ 1,2 bilhão na economia brasileira

A JMJ vai fazer o Brasil ser ainda mais conhecido no mundo todo, afirmou o presidente da Embratur

Da redação, com Embratur

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) divulgou nesta quinta-feira, 18, um estudo sobre o impacto da Jornada Mundial da Juventude na economia brasileira. Segundo a pesquisa, a JMJ deve gerar um impacto da ordem de mais de R$ 1,2 bilhão nos cofres do país. Para o presidente da Embratur, Flávio Dino, o impacto será direto e indireto, movimentando hotéis, restaurantes, além de fábricas de velas, de hóstias e até de sabonetes.

O estudo da Embratur calcula que os jovens que se inscreveram na JMJ devem ficar cerca de sete dias no país, com um gasto médio diário de R$ 96,74, além de gastos com hospedagem. Já o participante que não se inscreveu, costuma ficar dois dias no local do evento. Somando os gastos diretos – inscrição, hospedagem, alimentação – o estudo aponta um impacto de aproximadamente R$ 659 milhões. Indiretamente, a Jornada deve movimentar outros R$ 587 milhões, chegando assim a mais de R$ 1,2 bi de impacto na economia.

De acordo com a estimativa do organismo, cerca de 1,8 milhão de pessoas participarão do maior evento católico do mundo. “A Jornada vai fazer o Brasil ser ainda mais conhecido no mundo todo. Os jovens turistas que chegam ao país vão perceber que somos muito mais que sol e praia”, afirma Flávio Dino.

Além do Rio de Janeiro, outros estados do país também serão beneficiados pelo impacto financeiro do megaevento, considerando que em diversos locais do Brasil acontece a Semana Missionária, evento que antecipa a JMJ.

Os organizadores da Jornada acreditam que serão gerados cerca de 20 mil empregos formais e informais. A última Jornada Mundial da Juventude, realizada em Madri em 2011, movimentou cerca de R$ 1 bilhão na economia espanhola.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo