Catequese em língua italiana

Cardeal Angelo Bagnasco fala aos jovens sobre missionariedade

Ser discípulo enviado por Jesus foi tema do terceiro e último dia de catequese na JMJ

Jéssica Marçal
Enviada especial ao Rio de Janeiro

Cardeal Angelo Bagnasco fala aos jovens sobre missionariedade

Cardeal Angelo Bagnasco conduziu catequese para jovens italianos nesta manhã, 26/Foto: Robson Siqueira-CN

Ser discípulo enviado por Jesus. Este foi o tema desse terceiro dia de catequese durante a Jornada Mundial da Juventude, nesta sexta-feira, 26. O Arcebispo de Gênova, na Itália, e presidente da Conferência Episcopal Italiana, Cardeal Angelo Bagnasco, presidiu o momento de reflexão com jovens italianos  no Santuário Nossa Senhora das Graças, na Tijuca.

O cardeal destacou que todos são chamados a ver Jesus, a ser enviado, a ser discípulo e a tocar Jesus, mas tocá-Lo com os braços do coração. “Se descobrirmos a alegria de Jesus, não podemos ter medo dessa alegria. Eis a missão”.

Refletindo sobre as origens da missionariedade, um dos fatores citados pelo cardeal foi a compaixão. Ele citou, nesse ponto, a parábola do Bom Samaritano, destacando que todos podem ser o bom samaritano ou então aquela pessoa que necessita de ajuda. “Podemos ser bons samaritanos, curar as feridas espirituais e anunciar o Evangelho”.

E o testemunho é uma das formas de realizar essa missão, segundo explicou o arcebispo. “Testemunhar com a nossa vida o que Jesus é para nós, testemunhar essa alegria”. Indo mais além, ele falou ainda da necessidade do anúncio da Boa Nova do Evangelho. E para saber o que se deve anunciar,  a palavra-chave, segundo o arcebispo, é ‘estudar’: estudar a Palavra, a Doutrina Social da Igreja, por exemplo.

As catequeses fazem parte da programação da JMJ. Nesses encontros, jovens reúnem-se em paróquias e colégios para um momento de oração e formação. Para Cardeal Bagnasco, esses encontros ajudam a fazer crescer a fé, na reflexão e na oração.

Cardeal Angelo Bagnasco fala aos jovens sobre missionariedade

Jovens escutam atentamente a catquese com Cardeal Angelo Bagnasco – Foto: Robson Siqueira-CN

Contato dos jovens com o Papa

Jovens do mundo inteiro têm se mostrado durante a JMJ encantados com o Papa Francisco, com sua proximidade e simplicidade. Em entrevista à Canção Nova, o Cardeal Angelo Bagnasco disse que os jovens podem aprender com Francisco o amor a Jesus, que é misericórdia e alegria, e à Igreja, que é o corpo de Cristo, a família dos filhos de Deus.

“Há uma grande alegria nos jovens no viver a experiência da Jornada e seguramente levarão esta alegria às suas comunidades. O encontro com o Papa emociona sempre muito porque todos veem na pessoa do Santo Padre o Vigário de Cristo e este ter ele próximo, ouvir diretamente a sua palavra confirma a fé e aumenta a alegria de pertença à Igreja”.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo